Os desafios de manter os estudos em dia durante a pandemia

Estudar durante a quarentena tem sido um desafio para diversas pessoas de idade diferentes e com objetivos diferentes. Muitos motivos podem justificar essa dificuldade que não é exclusiva de nenhum grupo, mas é possível driblar esses fatores que atrapalham o seu desempenho.

Veja a seguir alguns dos desafios de manter os estudos em dia durante a quarentena e o que você pode fazer para evitá-los:

Estudar na quarentena tem sido um desafio para todos e muitos são os obstáculos. Quem vai participar das inscrições OAB em 2021por exemplo, geralmente enfrenta problemas como muitas pessoas em casa, família e responsabilidade com filhos.

Como este é um público adulto, não é difícil que encarem situações como adaptação do trabalho para o modo online. Esta é uma das principais mudanças que temos enfrentado ultimamente, já que basicamente todos os serviços passaram a ser oferecidos a distância.

Portanto, mesmo que o calendário OAB 2021 ainda delimite um prazo de preparo para os concurseiros, o tempo pode não ser suficiente para que quem vai participar do exame possa se sentir apto a participar.

Já quem irá participar de vestibulares, como o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) está encontrando ainda mais desafios. Isto porque, o ensino a distância ainda é uma novidade para a maioria das instituições privadas e mesmo aqueles que conseguiram desenvolver uma plataforma equivalente encontram situações difíceis.

Uma delas é o fato de que nem todos os estudantes dispõem de um computador, notebook ou até mesmo internet de qualidade para assistir as aulas.

Enquanto isso, para o ensino público essa situação é ainda pior, pois até agosto de 2020, o Governo ainda não tinha elaborado soluções para que os estudantes do ensino médio da rede pública pudessem ter aulas remotas, o que prejudicou muito a vida dos vestibulandos que já estavam inscritos no Enem.

E este cenário de longa demora e elaboração de projetos que pudessem equiparar o acesso as aulas online também se estendeu pelo ensino superior da rede pública. Somente em agosto de 2020, os estudantes de instituições de ensino como as Federais e as Rurais puderam retomar suas aulas e dar continuidade ao ano letivo.

Como medida de equiparação de oportunidades, algumas instituições da rede pública promoveram projetos que proporcionam um auxílio digital para compra de um notebook, computador ou tablet a fim de que os alunos de renda baixa possam ter acesso as aulas online e assim como possam estudar em casa.

Atenção, concurseiro! Conheça os principais editais previstos para o próximo ano

Os concursos são processos seletivos realizados periodicamente e que exigem bastante preparação por parte dos candidatos. Você já conferiu quais os editais previstos para o próximo ano? Confira as informações a seguir e descubra:

Os concursos são os processos seletivos mais aguardados, pois possibilitam diversas promessas para os candidatos que obtiverem sucesso. Esses processos podem ter uma ou mais fases para classificar os candidatos mais habilitados a fim preencher determinadas vagas e por isso, são complexos.

É necessário preparação para ter um resultado positivo nesse tipo de seleção e pensando nisso, concurseiros de todos os estados do Brasil já estão atentos para os concursos previstos 2021.

Cada concurso tem o seu próprio formato e os conteúdos abordados nas provas objetivas dependem diretamente do direcionamento das vagas, mas no geral, o processo acaba atraindo muitos candidatos uma vez que promove benefícios.

Quais as vantagens de ser aprovado em concurso?

Como mencionado, os processos seletivos que distribuem cargos são muito concorridos pois promovem benefícios para os servidores e se você está pensando em participar dos concursos abertos 2021terá acesso a uma remuneração superior a média.

Além disso, ganha estabilidade no emprego já que cargos públicos alcançados através de concurso precisam de um processo administrativo para remover ou transferir o funcionário. A carga de trabalho também é reduzida, possibilitando ainda um horário flexível e fixo, somado à probabilidade minima de atuar nos fins de semana.

A grande maioria dos concursos exige somente o nível médio, o que significa que os argos promovidos através de concurso público não existem experiência prévia. Você pode alcançar estabilidade, remuneração consideravelmente superior, qualidade de vida, entre outras vantagens, mesmo se só tiver concluído o ensino básico.

Quais os concursos previstos?

Agora que você já sabe o que são os concursos públicos e quais as vantagens que aguardam os candidatos que obtêm sucesso neles, vamos apresentar alguns dos concursos previstos e que podem ser a grande oportunidade para alavancar a sua carreira.

Vale mencionar que tanto a data quanto a quantidade de vagas previstas podem modificar e por isso, os processos seletivos mencionados a seguir não foram estão divulgados com exatidão. São eles:

  • Concurso Departamento Penitenciário Nacional – DEPEN
  • Concurso Polícia Rodoviária Federal
  • Concurso Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte – TRE-RN
  • Concurso Tribunal de Contas do Município de São Paulo – TCM SP
  • Concurso Senador Federal – PRF
  • Concurso Polícia Militar do Estado do Paraná – PM PR
  • Concurso Fundação Nacional do Índio – FUNAI

Curso técnico ou profissionalizante? Saiba como escolher o melhor para você!

O ensino técnico e o profissionalizante são constantemente confundidos devido às suas semelhanças, mas vale ressaltar que essas são modalidades diferentes de curso e para decidir qual a melhor opção para você é preciso conhecê-las. Confira as informações a seguir e saiba como escolher o melhor ensino para você:

Tanto o ensino técnico como o ensino profissionalizante tem se tornado bastante popular no mercado, pois promovem uma qualificação para que o trabalhador atue no mercado de trabalho com um curso especializado em sua área.

Vamos conhecer um pouco mais dessas duas modalidades e entender quais as diferenças entre elas, para assim, saber qual a melhor opção para cada perfil de profissional.

Ensino Técnico

O ensino técnico tem sido a grande aposta do país, pois promove uma qualificação reconhecida pelo MEC com pouco tempo de estudo.

Além disso, muitos programas têm se voltado para esse nível de estudo a fim de investir em bolsas gratuitas para que profissionais mais qualificados estejam no mercado de trabalho em breve.

Temos como exemplos desses programas, os cursos do SENAI 2021que podem ser acessados através da própria instituição ou através de programas como o Novos Caminhos, antigo Pronatec, que proporciona bolsas de estudo.

Ensino Profissionalizante

O ensino profissionalizante tem sido um método de qualificação profissional muito utilizado por jovens e adultos que precisam se inserir no mercado de trabalho em pouco tempo.

Nos cursos profissionalizantes, os estudantes adquirem os conhecimentos necessários para atuar em determinada profissão, com foco bastante voltado para a prática.

Esta é uma boa forma de começar o aprendizado sobre determinada área, sem precisar cursar anos a formação , sem saber se realmente se identifica com ela.

Principais Diferenças

Agora que você já conhece um pouco sobre cada modalidade de ensino, vamos entender quais as principais diferenças entre elas.

Certificado

Os cursos técnicos oferecem certificado de ensino técnico reconhecido pelo MEC, o que pode ser mais atraente para as empresas. Os cursos profissionalizantes, também chamados como cursos livres, não precisam oferecer certificado reconhecido pelo MEC.

Duração

Como o curso técnico proporciona certificado reconhecido, é preciso seguir algumas regras como a carga horária dos cursos, o que faz com que ele dure entre 18 e 24 meses. Enquanto isso, o curso profissionalizante é mais flexível, podendo durar desde 8 a 24 meses.

Trabalho de Conclusão

O ensino técnico exige um trabalho de conclusão regrado que varia de acordo com o curso, mas o urso profissionalizante não precisa, necessariamente, de um trabalho de conclusão complexo.

Como o novo coronavírus tem afetado a vida dos vestibulandos?

O novo coronavírus têm registrado índices muitos negativos para vários aspectos de nossas vidas e tem proporcionado mudanças significativas em todos os setores, inclusive os relacionados a concursos e vestibulares. Mas de que forma essas mudanças afetam a vida dos vestibulandos? Entenda tudo a seguir:

Os vestibulandos aguardam por muitos meses para a realização dos processos seletivos. Estes candidatos possuem um longo período de preparação, chegando a investir capital pessoal em cursos preparatórios, aulas particulares, entre outras possibilidades.

Por isso, quem vai participar das inscrições para vestibulares em 2021precisa saber como estarão as previsões deste ano para os vestibulando.

Sabemos que o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é o processo seletivo padrão para que os estudantes acessem o ensino superior, sendo aceito pela maioria das instituições. Em 2020, tivemos o adiamento do Enem devido a pandemia do coronavírus, e consequentemente, ao isolamento social.

Por isso, a previsão é de muita instabilidade, já que até concursos federais chegaram a ser adiados sem uma previsão no último ano.

O adiamento demorou a ser aderido pelos órgãos responsáveis pela realização do Enem, o que deixou os estudantes bastante aflitos, já que diversos outros concursos já haviam se pronunciado a favor do adiamento das datas.

O maior problema em relação ao acontecimento do vestibular em 2020, além de ser a aglomeração, obviamente, era que os estudantes de escola pública não estavam tendo acesso às aulas online, como aconteceu com os estudantes do ensino privado.

Logo, esses estudantes deixaram de ter acesso ao conteúdo base que está previsto no planejamento de conteúdos do Enem.

E justamente por esse histórico do Enem, os vestibulandos estão se questionando sobre as mudanças. Em primeiro lugar, está a mudança ocorrida em relação ao processo de aprendizagem, que tem sido em sua maioria a distância.

O segundo ponto é a realização do processo seletivo online, que tem sido aderido por muitas instituições privadas de ensino para aplicar o vestibular tradicional.

De qualquer forma, comunicadores e educadores pedem que os estudantes não deixem de se preparar para esses exames, mesmo que seja de maneira independente.

Afinal, temos a possibilidade de expansão do Enem Digital, que poderá ser também a solução mais propícia para este tipo de processo seletivo.

De certo, é necessário estar preparado para as mudanças que ainda podem acontecer, assim como estar apto ara se adaptar a novos processos de avaliação que podem vir a surgir como solução dos problemas pós-coronavírus.

Meu filho repetiu de ano na escola: Como proceder?

A educação escolar envolve muitos processos avaliativos, o que acaba evidenciando alguns problemas na dualidade ensino-aprendizagem. Quando o estudante encontra barreiras nesse processo, repetir de ano na escola pode ser uma das consequências.

Se você está enfrentando esse problema com o seu filho, é importante saber como proceder e por isso, separamos informações valiosas para auxiliar os pais. Veja a seguir:

Identificar os problemas de aprendizagem

São muitos os fatores que podem levar um aluno a ser reprovado e os problemas de aprendizagem são apenas alguns deles. É interessante observar quais as possíveis causas para que o estudante tenha chegado ao ponto de não passar no ano letivo.

Os pais podem conferir algumas possibilidades, dentre elas, podemos citar como as mais comuns: conflitos em casa, conflitos internos, má adaptação, ansiedade, bloqueio emocional e conflitos na escola.

É preciso identificar o quanto antes as barreiras que envolvem a educação e assim, evitar que o seu filho fique atrasado na escola.

Promover acompanhamento psicológico

Como mencionado acima, as situações que podem levar um estudante a repetir são quase sempre relacionados ao emocional ou a capacidade de absorver os conteúdos. Por essa razão, é necessário promover um acompanhamento psicológico.

Estar em contato com um profissional da área é fundamental para compreender e soluciona as barreiras existentes, garantindo que o estudante consiga superar a frustração.

Buscar se envolver com o processo escolar

Dentro do cenário de problemas possíveis no processo ensino-aprendizado, o papel dos pais e responsáveis é fundamental para o desenvolvimento do estudante, afinal, é notória a necessidade de se recuperar enquanto aluno.

O recomendado é passar a acompanhar mais a vida escolar da criança ou do adolescente, a fim de identificar as matérias que mais promovem dificuldade e assim, garantir ensino extraclasse ou atenção do brada para essas matérias.

Observar a relação do estudante com o ambiente escolar

É muito comum que por motivos de falta de adaptação, relacionamento ruim com alunos e professores ou distância da instituição de ensino causem desconforto e até perda de interesse nos estudos. O ambiente escolar quando  não é compreendido ou suportado pelo aluno, pode se tornar um pesadelo em tempo integral.

Por isso, cabe aos pais e a equipe pedagógica identificar esse tipo de problema, a fim de promover mudanças que beneficiem o estudante. Nesse ponto, os profissionais da educação e da psicologia serão essenciais para instruir os pais a tomar a melhor decisão.

Por conta do coronavírus, processos seletivos para universidades no Brasil são adiados!

Com a crise do coronavírus e as medidas tomadas para evitar a propagação da doença, o Governo e os órgãos responsáveis precisaram fazer algumas alterações no calendário deste ano. Veja a seguir o que mudou:

A medida de isolamento impediu muitos alunos, de todos os níveis, de continuar estudando. Mesmo que as instituições de ensino privado tenham aderido ao ensino a distância, esta ocorrência não se aplica para todos os candidatos dos concursos próximos.

Quais concursos ainda não sofreram alterações?

Quem está se preparando para os concursos do próximo ano, já foi instruído a continuar estudando como for possível, pois não há previsões de alteração para a data dos principais vestibulares 2021.

O que mais tem preocupado a maioria dos estudantes é o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), que é realizado anualmente por estudantes de todos os níveis e instruções. Apesar da realização do processo seletivo, ainda ser incerta, o possível adiamento ainda não foi confirmado.

Grande parte dos estudantes têm feito reclamações via internet aos órgãos responsáveis alegando a impossibilidade de preparação equivalente para todos os estudantes. Até então, nenhuma medida confirmada e os vestibulando foram aconselhados a seguir estudando em casa.

E quais concursos foram adiados?

Mas este não é cenário para todos os concursos, principalmente aqueles que estão mais próximos. As instituições de ensino superior da rede pública realizam duas seleções por ano, uma delas ocorrendo segundo período. Essa seleção visa compensar as desistências e não-matrículas da primeira seleção que ocorre no começo do ano.

Este é o caso da Universidade de Brasília (UnB), que suspendeu o processo seletivo dos estudantes que visavam ingressar na instituição através da segunda entrada.

Outra instituição da mesa categoria que aderiu às medidas foi a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ ), que suspendeu a prova objetiva que seria realizada no mês de março.

Além dos concursos voltados para o setor educacional, diversos outros processos que iriam preencher vagas para cargos públicos também foram adiados. Foi este o destino de um dos concursos mais concorridos e aguardados do país, o de Polícia Civil. As ofertadas eram provenientes do Distrito Federal.

A Prefeitura de São José do Rio Pardo, em São Paulo, a Prefeitura de Nossa Senhora de Nazaré, no Rio de Janeiro e a Prefeitura de Baixa Grande do Ribeiro, no Piauí também suspenderam suas provas objetivas e até então, nenhuma data nova está prevista para aplicação do concurso nessas regiões.

Sair da universidade empregado: Como tornar isso possível?

O ensino superior é visto, muitas vezes, como uma promessa de carreira e garantia de sucesso no mercado de trabalho, mas infelizmente, não é isso que ocorre na prática. Mas vale mencionar que existem algumas medidas que você pode tomar para que aumentar as suas chances de sair da universidade empregado e vamos mostrar como:

Estágios

Em primeiro lugar, você deve buscar por estágios na sua área. Os estágios são uma categoria de emprego destinando justamente aos universitários, tendo carga horária reduzida e estando relacionado com o seu curso em questão.

Existem dois tipos de estágio: o remunerado e o não remunerado. Obviamente, você deve dar preferência ao que vai proporcionar capital, mas a dica é não dispensar nenhum estágio mesmo que você só consiga aqueles que não são pagos.

O mercado de trabalho tem se tornado cada vez mais exigente e como você conferiu acima, um diploma não é suficiente para garantir a sua carreira. Quanto mais experiência você tiver, mais chances terá de sair empregado.

Pesquisas

A universidade é o ambiente ideal para pesquisar, desenvolver artigos e fazer contribuições para a sua área. Será justamente dentro desta instituição de ensino que você terá mais acesso a pesquisa e isto pode contribuir para o seu resultado no mercado de trabalho.

As pesquisas irão aumentar a sua experiência e também podem estar expandindo o seu nome no meio em que quer trabalhar.

Vale mencionar que existem bolsas disponíveis em instituições do ensino superior para estudantes que promovem e desenvolvem pesquisas, então você pode estar recebendo para contribuir. Além disso, suas contribuições podem agregar muito a uma entrevista de emprego, por isso, invista em pesquisa!

Cursos

O profissional que possui um diferencial dentro do mercado de trabalho, com certeza, estará a frente dos outros na disputa e por isso, a dica é optar por cursos variados. Não se esqueça de buscar por cursos que tem relação com a sua área.

Os cursos podem ser variados, tanto dentro da sua própria área como cursos de idioma. Afinal, quando concluir a sua graduação, você terá que apresentar o TCC em outro idioma e se optar por outros níveis de formação, não poderá repetir o mesmo idioma.

Como a universidade exige muito tempo do estudante, os cursos a distância são uma ótima opção. Assim, você estará garantindo maiores chances no mercado de trabalho e poderá sair do ambiente universitário para começar a sua carreira.

Fazer Pós-Graduação ou Mestrado: Qual escolher?

O ensino superior ainda é um mar desconhecido para muitos estudantes. Afinal, que rumo tomar depois da Graduação? Todos os questionamentos relacionados a este tópico são importantes para que você tome a decisão certa para o seu futuro.

Pós-Graduação ou Mestrado? Veja a seguir as diferenças e entenda qual a melhor opção para você:

Pós-Graduação

A Graduação representa os primeiro passos que o estudante dá no ensino superior. Essa categoria de ensino oferece uma gama de conteúdos vastos para determinada área de conhecimento a fim de que o estudante possa optar por uma carreira dentro deste seguimento. Mas o que vem depois?

O que é a Pós-Graduação?

Na verdade, todos os cursos realizados após a conclusão de uma Graduação podem ser tratados como os-Graduação, a diferença está nos segmentos dados a partir daí.

A Pós é relacionada a cursos mais especializados dentro da sua área de formação e cada vez mais instituições têm oferecido um vasto leque de opções para esta modalidade.

Podemos apontar como uma das maiores diferenças da Pós a sua carga horária. Na própria Graduação, os alunos possuem aulas diárias mas isto não acontece na Pós-Graduação, que tem uma carga reduzida e geralmente ocorrem nos fins de semana.

Qual o método de ingresso?

Os cursos de Pós-Graduação não estão dentro do modelo de concorrência encontrado no primeiro nível do ensino superior, isto porque, os profissionais já estão formados e já possuem conhecimento básico para prosseguir com o ensino.

O método utilizado é de avaliação de currículo. Quanto mais requisitado for o profissional dentro da área escolhida, maior são as chances de ingressar numa Pós ou até de conseguir uma bolsa.

Mestrado

Agora que você já sabe como funciona a Pós-Graduação e quais os processos relacionados, é hora de conhecer um pouco mais sobre as particularidades do Mestrado.

O que é o Mestrado?

O Mestrado é voltado para quem deseja ampliar o seu conhecimento acadêmico em determinada área, ressaltando as pesquisas e voltado para quem pretende ensinar dentro de sua área.

Diferente da Graduação, o curso tem em média duração de dois anos, tempo em que o estudante é acompanhado por um orientador e é instruído a elaborar uma dissertação que será apresentada no final do curso.

Qual o método de ingresso?

Como mencionado acima, o modelo de avaliação em que se aplica um exame e se aplicam notas de corte para classificar os alunos é decorrente da Graduação.

Para o Mestrado, é utilizado o método de avaliação mais individual, no qual o corpo responsável pela área avalia o currículo acadêmico dos candidatos em questão.

Quem somos

A necessidade de aprender é proeminente do homem, essência de sua natureza e fundamental para o seu crescimento. Engana-se quem pensa que a educação um dia termina, estamos em constante aprendizado e para o público que gostaria de desvendar alguns mistérios desse processo, o site EducandO estará chegando com alguns assuntos bem interessantes.

Acompanhando o site, você terá acesso a dicas relacionadas ao processo de aprendizagem, como mencionado, mas também dicas de quais cursos podem fazer a diferença no seu currículo.

Afinal, o que o mercado de trabalho oferece para os universitários e de que forma é possível estar preparado para competir e garantir que a sua carreira seja bem sucedida?

Portanto, para quem interessa entender os cursos mais promissores dos próximos anos assim como quais critérios avaliar na hora de escolher a sua carreira, precisa estar atento aos conteúdos do site EducandO.

Na plataforma, você conseguirá entender um pouco mais das etapas que existem entre escolher o seu curso e ter uma carreira profissional, assim como terá acesso a conteúdos exclusivos.

Por isso, se a educação é uma prioridade para você, leia o site EducandO.